Fatos sobre o metrô de Londres

Não me canso de dizer que a melhor maneira de se locomover por Londres é de metrô.

tube mirror selfie

Muita gente me pergunta sobre o meio de transporte preferido dos londrinos.

Separei então alguns fatos e curiosidades pra você: 

ESTATÍSTICAS

  • O metrô de Londres foi inaugurado em 10 de janeiro de 1863 e é o mais antigo do mundo
  • Os primeiros trens do metrô eram movidos a vapor
  • O metrô de Londres é chamado de Tube desde 1890 por causa do formato dos túneis, que parecem tubos
  • Londres tem o terceiro maior sistema de metrô do mundo, com 270 estações, ficando atrás de Pequim e Shangai e é também o terceiro de maior movimento, atrás de Moscou e Paris
  • A extensão total do metrô de Londres é de 402 Km
  • Apesar de ser chamado de underground, somente 45% do metro é dentro de túneis.
Willesden Green station
A minha estação é no nível da rua
  • A velocidade média dos trens é de 33 Km por hora, mas os da linha Metropolitan podem chegar a 96 Km por hora.
  • A escada rolante mais comprida fica na estação de Angel, com 60 metros e a mais curta é na estação de Stratford com 4.1 metros
  • A estação com mais plataformas é Baker Street: 10 no total

baker street pataform

  • A linha com mais estações é a District: 60
  • A estação que tem mais linhas é King’s Cross St Pancras (Northern, Piccadilly, Victoria, Metropolitan, Circle e Hammersmith & City)
  • A menor distância entre duas estaçõe é de 260 metros – você leva apenas 20 segundos para ir de Leicester Square a Covent Garden, na linha Piccadilly. E a maior é entre Chesham e Chalfont & Latimer, na linha Metropoltian: 6.2 Km
  • As linhas Jubilee e Central são as únicas que conectam com todas as outras linhas
  • Cerca de meio milhão de ratos vivem no metrô de Londres
  • Toda semana as escadas rolantes do metrô de Londres rodam a distância de 2 voltas ao mundo e os trens viajam essa mesma distância cerca de 1735 vezes (ou 90 idas à lua) por ano

underground escalators

FATOS

  • A estação de Aldgate, inaugurada em 1876, foi construída em cima de um poço onde mais de 1000 corpos foram enterrados durante a peste bubônica de 1665
  • Em 1924, nasceu o primeiro bêbê a bordo de um trem do metrô, na estação de Elephant & Castle (linha Bakerloo)
  • Em 1926 foram instalados fossos nos trilhos por causa do aumento no número de pessoas que se jogavam na frente dos trens. Já nas estações novas da linha Jubilee, que foram concluídas para as Olímpiadas de 2012, existe uma porta extra de vidro para evitar as tentativas de suicídio e também qualquer tipo de acidente – aproximadamente 50 pessoas cometem suícidio por ano no metrô de Londres
  • O diagrama do mapa do metrô de Londres foi desenhado, em 1933, por um engenheiro que trabalhava no departamento de sinalização. Para facilitar a visualização, as linhas foram colocadas nas direções norte, sul, leste e oeste e as distâncias entre as estações são iguais. Por causa disso, cerca de 30% dos passageiros acabam fazendo trajetos mais longos do que o necessário
tube map
Repare que a parte central é em formato de garrafa e todas as estações dentro da gafarra são na zona 1
  • O primeiro acidente aconteceu em 1938 quando dois trens colidiram entre as estações de Waterloo e Charing Cross, ferindo 12 pessoas
  • A rainha Elizabeth II andou de metrô pela primeira vez aos 13 anos de idade, em 1939, juntamente com sua irmâ Margaret e a babá delas
  • Muitas estações foram usadas como abrigo durante a Segunda Guerra Mundial. Trens especiais passavam distribuindo comida, chá e chocolate quente para as pessoas abrigadas no metrô. Estima-se que, em setembro de 1940, 177.500 londrinos dormiam nas estações. Parte da linha Piccadilly foi fechada e usada para guardar as peças do British Museum e os pouco mais de 3 quilômetros da linha Central foram convertidos em uma fábrica de aviões de caça, um segredo guardado até os anos 1980
passeio-guerras-estacao-de-metro-abrigo
Entrada principal de uma das estações que abrigaram as obras do museu britânico
  • O apresentador Americano Jerry Springer nasceu na estação de East Finchley durante a Segunda Guerra Mundial, quando sua mãe se abrigou de um bombardeio
  • A gravação com a frase “Mind the gap” (cuidado com o vão) foi introduzida em 1968
  • Um incêndio causado por um fósforo, na estação de King’s Cross, em 1987, matou 31 pessoas. A partir de então foi proibido fumar no metrô
  • O Busking – apresentação de artistas – nas estações foi liberada em 2003. Há rumores de que Sting e Paul McCartney se apresentaram como “buskers” disfarçados

dscf0966

  • Em junho de 2008 foi proibido o consumo de bebida alcóolica em todos os meios de transporte público de Londres
  • A linha Circle deixou de ser circular em 2009 e agora tem ponto final na estação de Edgware Road

As informações foram tiradas de uma matéria do jornal The Telegraph e separei as que achava mais interessantes e relevantes. Quem quiser ver a matéria toda, em inglês, clique no link abaixo:

http://www.telegraph.co.uk/

london-underground-sign

Vem passear comigo em Londres!

Passeios guiados com guia brasileira e roteiros personalizados com apoio local de quem mora em Londres há mais de 20 anos!

 

 

 

Anúncios

12 comentários Adicione o seu

  1. Londres… adoro! Tenho que voltar outra vez. Aquele ritmo londrino contagia-me.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Que legal esse post, vários fatos que nunca pensamos. Grandes cidades como Londres a melhor forma de andar deve ser metro mesmo. Mais pratico. Abraços Tina

    Curtido por 1 pessoa

  3. Bem legal os fatos sobre o metro de Londres. Muitas curiosidades que nunca pensamos. Realmente em cidades grandes assim temos que aproveitar o transporte publico. beijos Tina

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sem dúvida a melhor maneira de se locomover em Londres! Bjs

      Curtir

  4. Cris disse:

    A princípio o metrô de Londres assusta mas, sem duvida, é a melhor opção! Gostei de saber das curiosidades! Muita coisa interessante!😘

    Curtido por 1 pessoa

  5. Juliana Moreti disse:

    Adorei as curiosidades… pensou que delìcia ouvir o Paul cantando disfarçado?
    heheheheh
    Eu tbem prefiro andar de metro em qualquer canto que vou, inclusive aqui em SP!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Francisco Manuel Fernandes Agostinho disse:

    Adorei ler o seu post, mas confesso que não adoro andar de metro. Surpreendeu me o facto d saber que apenas 45% da linha é “underground”. Não fazia ideia. acho que o metro em Londres é um “Monumento” a visitar!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Ana disse:

    Estive em Londres há mais de dez anos (tenho mesmo de voltar, eu sei) e uma das memórias que mais estão vivas são as viagens de metro, haha! Por todos os barulhos, paragens inesperadas, sei lá, por alguma razão ficou na memória! Os factos que aqui apresentas são espectaculares mas admito que quando li que cerca de meio milhão de ratos vivem no metro de Londres até me arrepiei!

    Curtido por 1 pessoa

    1. HAHAHA! De vez em quando a gente vê um ratinho nos trilhos, mas nenhum dentro dos trens!

      Curtir

  8. Tina, adorei demais este post. Quantas curiosidades que a gente nem desconfia. Fiquei surpresa do metrô londrino ter menos movimento do que o de Paris, achava que era o contrário. E esse primeiro bebê que nasceu no metrô, seria legal se algum jornal ou televisão fossem atrás pra ver o que ele virou, se está vivo…E adoro que as linhas têm nomes…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vou fazer um post sobre os nomes das linhas qualquer diia desses… e procurar saber do baby!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s